Entrevista: Conheça Siloé Claus e ouça seu primeiro EP “Apenas Eu”

0

Hoje nós viemos apresentar pra vocês um daqueles artistas que a gente ouve pela primeira vez e se apaixona logo de cara.

Siloé Claus é um Mineiro de 29 anos que já trilha sua carreira desde que tinha 12 anos, quando era apenas uma criança. Após a longa jornada no cenário independente, lançou seu primeiro EP, “Apenas Eu”, em todas as plataformas digitais recentemente e nos concedeu uma breve entrevista para falar um pouco do novo trabalho.

Entrevista

Então Siloé, de onde surgiu a sua paixão por música?
Cara, minha paixão pela música foi uma coisa muito repentina. Eu simplesmente, do nada, resolvi que queria ser músico, eu tinha uns 12 anos. A partir daí comecei a ouvir mais músicas, até que resolvi tentar entrar em uma banda sem saber tocar nada ainda [risos]. Meio difícil né? Ganhei uns “nãos” é claro, e então resolvi ser baixista. Entrei na aula de contra baixo, estudei um tempo e montei uma banda. Daí fui desenvolvendo, virei vocalista da banda, comecei a tocar violão e rodei em muitas outras bandas, mas minha paixão tá na alma mesmo. Ela simplesmente veio.

Quais ou quem são suas inspirações e o que te motivou a seguir essa carreira?
Minhas inspirações são caras como Johnny Cash, Bob Dylan e bandas como The Vines, Jet, Silverchair.. Gosto de músicas um pouco melancólicas. Mas essas inspirações são as mais atuais. No início tive muita influência vinda de Guns’n Roses, The Offspring.. era bem eclético.

Com que idade você começou a compor e criar suas próprias canções?
Comecei a compor com uns 16 anos. Uma brincadeira ali outra lá até começar a sair música de verdade.

E como você define seu som?
Tenho influências do folk, do rock e do pop. Acredito que seja algo como um folk pop mas não me preocupo com isso na hora de compor, elas [as composições]saem do coração.

Você acaba de lançar seu primeiro EP, “Apenas Eu”, em todas as plataformas digitais. Como foi o processo de produção do projeto?
Então, a ideia inicial era gravar só duas músicas, “Apenas Eu” e “Violão Azul”,  mas acabei gravando mais três. Eu sou muito espontâneo pra compor, muitas das minhas músicas saem em momentos que eu nem tô pensando em escrever e foi assim com o EP.

E de onde surgiu o nome do seu álbum?
“Apenas Eu” é uma fase que eu resolvi não depender de ninguém pra tocar meu projeto, por isso esse nome. Gravei com Alex Pereira no estúdio Kolina e foi muito bom produzi-lo, tivemos momentos muito especiais e divertidos.

Que música do EP você acha que a galera do Indie Pop não pode deixar de ouvir?
Pode ser duas? [Risos] Na verdade eu amo todas, é difícil escolher. O pessoal tem ouvido bem “Violão Azul” e “Com você” mas eu gostaria de indicar “Lobo” também porque ela tem uma mensagem diferente das outras. Ela fala do amor de outra forma, do outro lado que nem todo mundo vê, o lado de quem está a procura dele.

Como vão os planos futuros pra divulgação do novo trabalho? Alguma novidade que possa adiantar pra nós?
Cara, já tenho músicas pro próximo EP. Quero lançar esse ano ainda ou até no início do ano que vem. Também tem videoclipe novo dia 16, amanhã, da musica “Apenas eu” no meu canal do YouTube e na fanpage do facebook. Lembrando que tenho Instagram também, sempre posto novidades por estas 3 redes sociais.

Ouça o EP “Apenas Eu”

Comentários

About Author

Idealizador, criador e redator-chefe do site. Pisciano de 22 anos, estudante de Publicidade e Direito (sim, duas graduações ao mesmo tempo) que faz o possível para manter e atualizar este portal.

Leave A Reply