Lorde volta a falar sobre “Green Light” em conversa com o The New York Times – leia

0
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Como era de se esperar, Lorde continua dando entrevistas para falar de seu novo álbum, “Melodrama”. Esta semana, a cantora conversou com a The New York Times Magazine, onde falou um pouco sobre o trabalho.

Na entrevista, ela diz que consultou o compositor e produtor sueco Max Martin durante a criação seu single “Green Light”. Martin já trabalhou com inúmeros grandes nomes da indústria, como Taylor Swift, Katy Perry, Backstreet Boys e Britney Spears. Para sua surpresa, Lorde ouviu de Martin que a música tinha uma “composição incorreta”, mas mesmo assim permaneceu sem fazer nenhuma alteração na canção que já é um dos maiores sucessos de sua carreira:

Ele tinha uma opinião muito específica, que tinha a ver com a melodia, sobre diminuí-la. Não foi um insulto, ele só estava dizendo a verdade. É uma música estranha.

A grande razão por trás do julgamento de Martin sobre o single de Lorde é pela exatidão com que ele compõe suas músicas, sacrificando o sentido por trás da letra por uma boa melodia pop. Em resposta, a cantora disse que o single é sobre quebrar convenções do pop.

Eu tenho uma boa noção das regras. Em 60% do tempo, eu as sigo. Nos outros 40%, não.

No lançamento do clipe, a cantora disse em entrevista a Zane Lowe que sua personagem em “Green Light” é “aquela menina bêbada que sai dançando por aí e chorando por seu ex-namorado, aquela menina que todo mundo acha uma verdadeira bagunça”

Hoje à noite ela é assim e amanhã ela irá se reconstruir.Lorde

“Melodrama”, o segundo álbum de estúdio de Lorde, será lançado em 16 de junho.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Comentários

About Author

Aspirante à escritor, a redator, a roteirista e a qualquer outra profissão envolvendo a cultura pop que você pode imaginar. E neste momento botando a mão na testa pensando que a auto-descrição é uma das piores coisas que existem.

Leave A Reply